Música criada por robôs é inferior. Será?

Música criada por robôs é inferior. Será?

Em 2023, os robôs de inteligência artificial entraram no mundo da criação de conteúdo online, tornando-se, aparentemente, substitutos cada vez mais populares para redatores e designers. Parece que a tecnologia está pronta para assumir o papel de produtora ideal para todas as formas de criação.

No entanto, um estudo da Universidade de York, no Reino Unido, indicou que o homem ainda leva vantagem na criação artística musical. De acordo com a análise, a música gerada por IA é “inferior” em comparação com a música produzida por compositores humanos. Uma pesquisa envolveu 50 participantes com conhecimento musical, que ouviram e classificaram trechos de áudio com base em seis critérios musicais.

Alguns dos trabalhos foram criados por seres humanos, enquanto outros foram gerados por meio de deep learning, uma técnica de aprendizado de máquina que ensina computadores a simular o comportamento do cérebro humano. Os resultados apontaram que os participantes tendiam a preferir a música composta por humanos, que receberam classificações mais altas e foram estilisticamente mais bem-sucedidos do que a música gerada por computador.

Os pesquisadores afirmaram que ainda há uma grande lacuna a ser atendida entre as classificações de sucesso estilístico dos modelos computacionais e a música composta por humanos. Mas, o estudo também destacou preocupações sobre a violação de direitos autorais nos métodos de aprendizagem das máquinas.

O coautor do estudo, Dr. Tom Collins, disse que essa descoberta é preocupante e que as organizações que desenvolveram algoritmos de aprendizado de máquina devem ser policiadas de alguma forma ou deveriam estar se policiando. Ele sugeriu que o foco deve ser em corrigir esses problemas para que o conteúdo gerado por IA possa continuar sendo produzido de maneira ética e legal.

E você, teme a Skynet?

Ver mais em DINO CARDOSO

WHATSAPP 92FM!
+55 48 98441-0010