A PALAVRA DO POLÍTICO É UMA NOTA FISCAL

A PALAVRA DO POLÍTICO É UMA NOTA FISCAL

Mano Dal Ponte recebeu Fernando de Faveri, prefeito de Cocal do Sul.

O “mesmo Fernando de sempre” relatou que continua na mesma rotina de supermercado, fármacia, igreja, boteco e ainda sobra um tempinho pra jogar bocha. “O nosso time da bocha tem 40 anos, eu já faço parte há 18 anos, somos em 30 membros aproximadamente, na bocha da grama onde até a bosta da vaca atrapalha”, comentou o prefeito.

Ser prefeito é um sonho antigo

“Na época da escola a professora perguntava o que cada um queria ser, um dizia que queria ser jogador de futebol, outro bombeiro, eu falava que ia ser prefeito”, relatou, Fernando. Muitos riam, pelo objetivo diferente para a época, mas que hoje é realidade. Ele ainda complementa que se cobra muito por em muitos momentos ter que deixar a família de lado pelo excesso de compromissos.

De Faveri também conta que com ele não tem meio termo, ou ele “está a mil por hora ou está hibernando”, e que precisa estar na ativa enfrentando desafios, pois ficar muito tempo parado, o deixa estressado. “Eu digo que minha pilha é adrenalina, gosto de receber questionamentos e ideias para transformar a cidade, isso é o que me move”, completou.

Mas e o que mais decepciona Fernando de Faveri?

A resposta foi rápida e direta: Fake News. Para o prefeito as fakes é o maior problema por ser um ato covarde. “Desde quando eu assumi a prefeitura tem uma pessoa que se esconde por trás de um personagem falso e chega ao ponto de ofender a família e passar dos limites”, declarou, o prefeito de Cocal do Sul

Não esqueça que nesse programa somos todos políticos e uMANOs!

Confira a entrevista na íntegra:

Ver mais em Programas

WHATSAPP 92FM!
+55 48 98441-0010